Meu filho não sabe perder. Toda vez que jogo alguma coisa com meu filho é a mesma história: ou ele ganha ou é um escândalo. Mas e aí? Quando isso passa? Como eu ensino ele a lidar com a frustração?

Meu filho não sabe perder e acho que a maioria das crianças entre 2 e 5 anos também não sabem como lidar com a frustração de perder, alias isso é bem normal.  De qualquer forma, a minha preocupação é a relação deles com os amigos e o fato dele não lidar bem com a frustração. 

Provavelmente, muitas mães irão dizer que: “Meu filho não sabe perder também e dai?  Qual o problema?” Muitas, irão dizer que isso é preciosismo meu. O problema é que eu demorei muito para aprender a lidar com a frustração. Muito porque eu fui muito mimada na minha vida. O que pode atrapalhar nossa vida. Digo isso por experiência própria. 

O problema em não saber perder e não conseguir lidar com a frustração é que você demora para  se recuperar dos “tombos”que a vida lhe aplica. Com isso você pode perder oportunidades, pode se comportar de forma errônea no trabalho ou até falar coisas sem pensar. Coisas que farão você se arrepender depois… – quem nunca? 

Outra coisa que eu acho importante as mães entenderem é que ensinar os sentimentos e a lidar com eles é um outro papel.que cabe aos pais. Eis a tal inteligência emocional. Algo que precisa ser treinado e aprendido ao longo do tempo. 

Por esses motivos eu conversei com a Tais e a Roberta Bento do SOS Educação para entender como eu poderia fazer para começar a ensinar meu filho a lidar com esse sentimento tão difícil e chato que é a frustração. No vídeo elas falam o que fazer se seu filho não saber perder como o meu.  

Não se esqueçam de se inscrever no canal do Youtube clicando aqui! 

Beijos e até a próxima. 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário:“ Meu filho não sabe perder ” – Como ensinar seu filho a lidar com a frustração
  1. Camila disse:

    Meninas! Ótimo assunto.
    A questão aqui em casa é um pouco diferente. Não temos pena, não temos dó. Saímos de perto, falamos que não tem problema perder, que na próxima ele vai ganhar ou tentar ganhar… enfim. Parece que piora. Chora muito quando perde no jogo, quando erra a lição, quando erra a letra, quando erra o pênalti. Ficamos incomodados porque não conseguimos entender porque tanto choro. Não exigimos nada além do dia a dia e nem cobramos resultados ou notas altas. Precisamos de uma luz. Obrigada!

e