Mães de primeira viagem simplesmente não sabem como entrevistar uma babá ou folguista. Simplesmente, porque não sabemos o que perguntar. Então, para você não se sentir desamparada, veja aqui como fazer a entrevista e quais as armadilhas na qual você pode cair.

Entrevistar uma babá ou folguista não é algo que vem naturalmente, ao contrario. É algo que você aprende com o tempo e com a experiência. Com o tempo você aprende quais são as desafios para encontrar esse tipo de profissional e o que perguntar para identificar qualidades e eventuais problemas de cada candidata a babá ou folguista.

Minha intenção nesse post é prover um guia de como entrevistar uma babá ou folguista para seu filho e como não cair nas armadilhas mas comuns que essa busca apresenta. Esse guia me custou muitas experiencias boas e ruins e por isso quero passá-lo adiante para que vocês minhas leitoras queridas não passem os mesmos “perrengues”.

Em primeiro lugar, você precisam entender que babá ou folguista é um profissional e precisa ser respeitado como tal. Como em todas as profissões existem profissionais bom e ruins. Mas, babá é particularmente algo complicado de escolher já que eh uma pessoa que irá saber tudo da sua vida e da sua família, alguém que irá conviver por longos períodos de tempo com todos vocês e é alguém que estará cuidando do seu maior bem, seu filho.

Mães de primeira viagem simplesmente não sabem como entrevistar uma babá ou folguista. Simplesmente, porque não sabemos o que perguntar. Então, para você não se sentir desamparada, veja aqui como fazer a entrevista e quais as armadilhas na qual você pode cair.

A entrevista e as perguntas

Vou explicar aqui as perguntas que você não pode deixar de fazer. Não tenha medo ou vergonha de conversar. É melhor que tudo fique as claras desde o começo então seja o mais sincera que você puder.

1. Quanto tempo trabalha de baba? Já trabalhou com mais de uma criança? Quais as idades?
2. Fez curso ?
3. Por que trabalha com isso ?
4. Como você é ?
5. Organizada ?
6. Qual era a sua rotina nos seus últimos dois trabalhamos ? Me fala um dia de cada casa por exemplo ?
7. Você tem mania de anotar as coisas ou guarda tudo na cabeça?
8. Como horário de remédio, o que ele comeu e se fez coco e etc?
9. Você cozinha?
10. Você gosta de brincar ? Como você brinca?

Nessa primeira parte você só esta tentando definir a experiência e o tipo de trabalho que ela faz. O que ela acha correto e o que ela entende como seu trabalho. Por exemplo: algumas babás sabem que limpar o quarto do bebê ou das crianças é parte da sua função, outras não aceitam fazer isso. Por isso, é importante entender o que ela entende como sendo as funções da babá e ver se esse é o perfil de profissional que você quer.

Determine o Estilo de Vida

Outra coisa que você está tentando descobrir nessa primeira leva de perguntas é sua organização. Algo muito importante, quando estamos contratando alguém para cuidar de um bebê. Por exemplo, é uma grande responsabilidade ministrar remédios para as crianças e portanto as doses precisam ser ministradas nos horários e anotadas sempre. Já vi babá que não acorda para dar antibiótico para a criança. E aí? Se ela não anotar pode esquecer e ministrar a mesma dose duas vezes, o que é um perigo.

11. Porque você saiu?
12. Tem namorado ?
13. Tem filhos? Qual a idade?
14. O que você faz no seu tempo livre ?
15. Costuma faltar?
16. É pontual ?
17. Algum problema de saúde ?

Mães de primeira viagem simplesmente não sabem como entrevistar uma babá ou folguista. Simplesmente, porque não sabemos o que perguntar. Então, para você não se sentir desamparada, veja aqui como fazer a entrevista e quais as armadilhas na qual você pode cair.

Já nessa segunda leva de perguntas você está estabelecendo o seu estilo de vida e tentando antecipar os problemas que você pode ter com essa babá em particular. Veja, ter filhos para mim é algo positivo, já que ela sabe o quão importante é uma criança para a mãe. Ela entende o amor e sabe cuidar de uma criança, afinal teve que cuidar dos seus. Porém, assim como você e eu, o filho dela será sua prioridade. Porque eu pode causar faltas como atraso, matricula na escola, faltas por doença e etc… tudo tem dois lados… “O melhor dos mundos” são babás que já tem filhos mais velhos como 15 e 18 anos. Minha dica é analisar uma pessoa como um todo e nunca como um só fato.

18.Tem problema com cachorro ?
19.Tem outra pessoa que trabalha em casa você tem problema com isso ?
20.Se tiver que viajar vai junto ?
21.Tem passaporte ?
22.Já viajou para fora ?
23.Se precisar ficar no fim de semana por viagem ou emergência você fica?

Nesse, ultimo grupo de perguntas você está definido se essa babá serve para você e para o seu estilo de vida. São perguntas mais particulares de cada família que precisam ser feitas quando você for entrevistar uma babá ou folguista. Por exemplo se você tem gatos ou não tem bichinhos de estimação a pergunta 18 não tem valia e assim por diante…

#Fica a Dica: Existem aplicativos que ajudam na hora de você ficar com tudo em dia legalmente. INSS, fundo de garantia e etc… Eu uso o lalabee.

Defina Funções

Na hora de entrevistar uma babá ou folguista uma das suas prioridades é entender as funções que ela está disposta a realizar, deixar claro o que você espera dela e com qual frequência. Veja você precisa ver o que é possível dependendo do período de trabalho dela. Eu fiz uma lista das funções que eu determinei quando tinha babá que dormia em casa. Claro, que isso varia de pessoa para pessoa e de casa a casa esse é só uma sugestão.

* Limpar o quarto do bebê 2 vezes por semana
* Lavar as roupas dele separadas e a mão – não usa a lavadora nem pra centrifugar (vale só para as roupas de bebê)
* Ele tem balde e sabão especiais do bebê e deixar em ordem
* Limpar os brinquedos 1x por semana
* Limpar a banheira toda vez depois do banho
* Fazer café da manhã, almoço e jantar – cardápio pré acordado
* Arrumar a mala dele para a escola
* Colocar ele para dormir
* Limpar a louça do bebê e se possível ajudar com a da casa
* Escovar o dentinho
* Tem que pegar as roupas que estão guardadas e lavar de 3 em 3 meses
* Ir tirando o que vai ficando pequeno
Lavar os sapatos
* Remédios
* Organizar os remédios dele colocar junto o que está usando o que não guardar organizado

Mães de primeira viagem simplesmente não sabem como entrevistar uma babá ou folguista. Simplesmente, porque não sabemos o que perguntar. Então, para você não se sentir desamparada, veja aqui como fazer a entrevista e quais as armadilhas na qual você pode cair.

Acorde a Comida

Eu já conheci muita babá que só dá arroz e macarrão para as crianças. Isso por que mais fácil e pratico de fazer. Minha sugestão para resolver esse assunto quando você for entrevistar uma babá ou foguista é criar um cardápio e pedir para que ela o siga.

Atenção! Na entrevista, a resposta que você vai ouvir com mais frequência é: “Eu sei fazer o básico”. Isso para mim não quer dizer muita coisa. O “básico” para ela pode não ser o “básico” para você. A sugestão aqui é já chegar com um cardápio na entrevista e ver se ela sabe fazer oque você precisa.

Não se esqueça de conferir se ela está realmente fazendo o que fala para seu filho, e como ele está se adaptando a cada prato. Uma alimentação fraca ou mal feita pode acarretar em muitas doenças, fraquezas e prejudicar o crescimento.
Segue aqui algumas sugestões e regras que você pode acordar com ela caso não queria fazer um cardápio:

* Tudo dele tem que ser no vapor ou grelhado. Muito verdura salada e frango ou carne ou peixe
* Não pode fazer doces, frituras ou usar açúcar.
* Arroz e feijão sempre frescos
* Variar as verduras e frutas (caso você não faça um cardápio)
Sempre fruta de sobremesa
Não pode dar doce nem doces ou doces processados sem minha autorização
Macarrão só uma vez por semana e sempre com um molho de verdura como brócolis.

Converse sobre o uso do Celular

Já quando for entrevistar uma babá ou folguista o celular precisa sem mencionado. O aparelho é uma ferramenta boa de trabalho para as babás, mas é preciso ter bom senso para usar. Até que criar confiança na profissional o celular serve para enviar fotos da como está seu filho no decorrer do dia e dos pratos que ele está comendo. A mãe precisa ter um canal de informação aberto com a babá. Principalmente no primeiro momento. Afinal, deixar nosso pequeno em casa e voltar ao trabalho é uma das coisas mais difíceis, que uma mulher precisa fazer hoje.

Porém, liberar o celular pode fazer com que sua babá só preste atenção no celular e largue seu filho sem atenção e cuidado. Durante o banho ou no parquinho, por exemplo…

Mães de primeira viagem simplesmente não sabem como entrevistar uma babá ou folguista. Simplesmente, porque não sabemos o que perguntar. Então, para você não se sentir desamparada, veja aqui como fazer a entrevista e quais as armadilhas na qual você pode cair.

Combine regras gerais

Ao entrevistar  uma babá ou folguista também é necessário deixar claro que faltar ou muitos atrasam não serão aceitos. Isso porque vc está contando com ela. Claro que emergências acontecem mas a babá pode ser a melhor do mundo, se faltar muito não serve.

Outra ótima regra é “Combinado não saí caro” e precisa ser cumprido pelos dois lados. Você não pode combinar algo e não cumprir. Pedir para que ela saia mais tarde ou chegue mais cedo repetidamente. Pedir para ela não folgar ou esquecer das ausências que ela precisa ter pré acordadas. A babá precisa de uniforme, condições de trabalho boas, respeito, um espaço dela, com cama, banheiro, alimentação e porta com chave.
Sugestão a serem combinadas:

* Hora de entrada e saída
* Não pode sair do prédio com o bebê ou não
* Tem câmera no quarto dele
* Você entra no quarto a noite
Tempo de TV – Faz as atividades como lavar roupa enquanto ele dorme?
Tem que brincar
* Quando tiver frio ou ventando brincar em casa
Tem que ficar do lado dele
Nessa casa não se bate
Com impor limites

Referências falsas

Pois é! Eu nem sabia que isso existia, mas existe, sim. Então ao entrevistar uma babá ou folguista você precisa estar ciente disso. Entenda que é muito fácil fazer isso e é algo difícil de pegar. Ao ligar para tirar as referencias (sempre ligue) pergunte dados específicos da mãe e compare com a carteira de trabalho fornecida.

Não é garantia mas é o melhor que vc pode fazer. Por isso, sempre prefira recomendações de pessoas que você conhece e que você sabe que são presentes na vida do filho. Muitas mãe não são presentes e nem sabem se a babá é boa ou ruim. Já recebi recomendação maravilhosas de babás que eram simplesmente loucas. Já vi mães falando de babás cheia de louvores quando sei que a criança fica largada e come mal.

Portanto, quando for pegar referência de alguém pegue de uma mãe que você conhece e que tem o mesmo estilo que o seu. Assim, você sabe que a profissional que ela recomendar tem grandes chances de seguir o mesmo estilo.

Quando selecionando babás de uma agencia, não acredite na agencia. Faça a entrevista você e peça a lista de referencias também( já aconteceu comigo, existe por incrível que pareça ).

Inscreva-se já no Canal

Atenção! Referências precisam ser recentes, referencia de 10 anos ou 5 empregos atrás não serve. Atenção também a candidatas que falam que seus últimos patrões todos mudaram de pais. Um acontece três é sinal de alerta.

Eu espero que esse post de  como entrevistar uma babá ou folguista ajude você a achar a babá perfeita, porque ela existe, sim. Tive experiencias péssimas e ótimas. Mas nunca se esqueça que ninguém substitui o tempo que você tem com seu filho. Essas profissionais quando boas são muito valiosas então trate-as com respeito e profissionalismo. Esse é um trabalho duro e que requer muito amor.

Beijos e até a próxima.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *