Como lidar com o furto na adolescência 

O furto na adolescência não quer dizer que seu filho seja uma má pessoa. Ele pode estar agindo assim por outro motivo. Veja aqui porque pode ser e com lidar nesses casos.

O furto na adolescência não quer dizer que seu filho seja má pessoa. Na sua maior parte os furtos na adolescência acontecem pelos seguintes motivos:

  • Necessidade de adrenalina
  • Chamar atenção
  • Vontade de alguma coisa que eles não podem comprar
  • Por pressão dos amigos
  • Compra de drogas

O importante é saber que o furto na adolescência, geralmente, tem um motivo mais profundo e não ocorre somente pelo furto em si. Por isso, a primeira atitude que você precisa tomar é descobrir o motivo desse furto.

 Esteja disposta a enxergar

Nenhuma mãe quer ver que seu filho está passando por dificuldades. Principalmente, que ele pode estar fazendo alguma coisa errada como furtar. Porém, antes de mais nada nós mães precisamos querer ver quando existe um problema. Infelizmente, o “viver” não é uma coisa simples Ainda mais durante a adolescência. Por isso, fechar os olhos apesar de mais fácil, não é uma opção quando querermos ajudar nossos filhos.

Eu sinceramente, acredito que é melhor encarrar o problema de frente juntos. Seu filho será muito mais feliz por isso e o relacionamento de vocês sairá mais forte depois dessa provação. De qualquer forma, é melhor encarrar os fatos e achar uma solução do queixar o problema crescer com o tempo.

 Converse com seu filho

O furto na adolescência acontece mesmo. E como já disse, isso não quer dizer que seu filho está perdido e que ele será uma má pessoa. Então, depois de descoberto o furto, converse. Sem gritos e castigos. A ideia é fazer com que ele admita o que aconteceu e que você consiga entender o por quê ele pode ter feito uma coisa dessas.

Dê uma chance para que ele explique e mais do que tudo escute-o. Deixe seu celular de lado, leve-o para um lugar agradável e demostre que você está lá para entender e não puni-lo em saber o que o levou-o a cometer o ato em si.

Corrija a situação

Depois que tudo estiver as claras está na hora de lidar com o ocorrido. Esse é o momento que seu filho teme. Por isso, mostre que você está do seu lado e que não vai simplesmente puni-lo. Mas sim, ajudá-lo a remediar a situação. Dessa forma, você mantém sua confiança

Explique as consequências do que ele fez e pergunte como ele acha que vocês podem resolver. Aqui dependendo do caso você tem várias opções:

Se for dinheiro da sua carteira o furto na adolescência que seu filho cometeu. Faça o “trabalhar” para pagar. Ele pode fazer tarefas em casa, ajudar você no escritório ou até fazer trabalhos extras para a escola.

Se ele furtou de uma loja, explique o prejuízo que ele causou ao dono da loja. E leve-o para devolver o objeto e se desculpar. A maioria dos donos ou gerentes entende quando a situação é a primeira vez. Caso não seja, está na hora de procurar ajuda especializada como um psicólogo e até deixar que as consequências sejam reais para ele. Como uma queixa na policia feita pelo dono. Veja, eu sei que é duro mas caso você não esteja tendo sucesso, um belo susto pode despertar seu filho para as consequências de seus atos.

Claro, que no caso de tomar atitudes mais drásticas como essa, a decisão deve ser sua e dele. Ele precisa saber que o que faz tem consequências, porém, não é fácil para mãe nenhuma passar por uma situação dessas. Ainda mais porque seu filho pode achar que você não o está ajudando e sim o entregando. Cabe a cada um pensar e ver qual a decisão certa a ser tomada.

De qualquer forma, se for a primeira vez eu daria um voto de confiança.

Faça o pagar em casa

Pronto! Vocês já remediaram a situação do furto na adolescência. Agora, você não deve deixá-lo se safar com tanta facilidade. Por isso, você deve sim aplicar um castigo. Não tire nada dele como o celular ou o tempo na TV. Esse tipo de castigo não surte efeito. Você precisa adicionar responsabilidades e não tirar. Assim, ele lembrará por mais tempo que está sendo punido e pelo que. Aqui sim a ajuda em casa ou lição de casa extra são ótimas opções. Algo que não o prejudique, que o ajude, e que ele não goste de fazer. Converse com ele e dê três opções de punição para que ele escolha. Tem que ser algo continuo por um longo período de tempo. O fato de deixa-lo escolher sua punição faz com que ele sinta que vocês estão chegando a um acordo e não que você está tomando uma decisão unilateral. Ou seja, vocês estão juntos nessa.

Previna o crime

A crianças passam por fases difíceis ainda mais durante a adolescência. Essa é uma fase em que os hormônios estão doidos dentro deles e tudo parece intensificado. Minha mãe dizia que tudo para mim era o fim do mundo. Por isso, algumas atitudes ou rotinas podem ajudar seu filho nessa fase. A melhor delas é o esporte. Qualquer um que seja.

O esporte ajuda na disciplina, no comportamento, na autoestima e ajuda também a extravasar esse tipo de comportamento errôneo. Quando seu filho está focado e gastando sua energia no esporte ele tende a não causar furtos na adolescência.

Outra forma de extravasar essa necessidade da adolescência por adrenalina é o video game. Que por vezes violento, permite que seu filho viva essas emoções em um mundo fictício onde não existem consequências.

Passe mais tempo com ele. Quando seu filho causa um furto na adolescência ele pode estar precisando de atenção. Então, mais tempo com ele permite que você fique de olho na situação e previna que outros casos ocorram. Escolha programas que ele tem prazer em realizar com você e não programas que ele vá forçado.Assim o vínculo entre vocês fortifica. Crianças conectadas com a família são extremamente mais fáceis de educar e manter no caminho certo. Por isso, que uma rotina familiar como tomar café da manhã ou jantar todos os dias em família são coisas tão importantes de se fazer.

Não deixe a tentação a vista

Se você sabe que seu filho roubou dinheiro de sua carteira evite deixar ela jogada ela casa. Lembre-se por mais que ele esteja sendo punido e que você esteja de olho. Não precisa testá-lo e não precisa colocá-lo em situação de tentação. Ajude para que ele consiga ficar no caminho certo.

Da mesma forma, tentar pegá-lo no ato é uma traição da sua confiança. Principalmente, se for a primeira vez. Dê um voto de confiança a ele. Se você perder a sua confiança você perde sua chance de ajudá-lo.

Bom, mamães eu sinceramente espero ter ajudado. Se vocês tiverem experiências e dúvidas não se esqueçam de dividir comigo aqui nos comentários, ok?

Beijos e até a próxima

Compartilhe:
2017-06-06T11:29:27+00:00 junho 6th, 2017|Comportamento|

Deixe seu comentário!

Já segue o nosso canal?

X Inscreva-se na news E fique por dentro das novidades!