Quando parar de tomar banho com as crianças?

Tomar banho com as crianças é um assunto delicado e pode até ser polêmico quando falamos em sexos opostos. Mas, por outro lado é prático e natural. Mas, qual o momento certo de parar? Veja aqui!

Tomar banho com as crianças é um assunto complicado. Em que momento deixa de ser algo natural e prático já que nós nos molhamos quase tanto quanto eles? Existe uma idade correta? Mães e pais com certeza não olham para os filhos com o olhar diferente conforme eles crescem, mas um desconforto também é natural quando aparece.

Mas e ai? É diferente para mães ? O assunto é mais sensível quando os sexos são opostos? Normalmente, meninos e meninas são aceitos até seis anos nos banheiros femininos mas por que não em banheiros masculinos? A resposta é óbvia. O sexo feminino é mais sensível a isso e a sociedade faz muito bem em proteger mais as meninas. Não dá para dizer que não é diferente.

Que tomar banho com nossos filhos, conforme eles crescem deixa de ser algo natural é um consenso geral. Mas a idade correta para que isso aconteça está longe de ser um comum acordo. A grande maioria acha que em torno dos dois ou três anos é o limite já que em torno dos dois anos as crianças já começam a entender que existe uma diferença entre homem e mulher.

O Thomas já está com três anos e para mim nunca foi um costume nosso tomar banho juntos. Por isso para mim já é mais do que natural não tomar banho com ele. Eu simplesmente, fico do lado de fora da banheira brincando com ele durante seu banho. Claro, que muitas vezes ele já me pegou trocando de roupa mas é algo que eu escolho evitar. Não por nada, mas acho que todos nós temos direito a privacidade. De qualquer forma, seguem alguns parâmetros para você e suas família chegarem a essa decisão de quando é o momento certo para vocês parar de tomar banho com as crianças:

Desconforto

Eu acho que o desconforto é o primeiro sinal de que tomar banhos com as crianças não é mas algo adequado para vocês. Veja, longe de mim dizer possa estar passando pela sua cabeça qualquer coisa errada. É só que se torna desconfortável. Ainda mais quando seu filho é do sexo oposto. Veja ele pode olhar para você confuso, por exemplo, apontar e fazer perguntas. Por isso, digo que se você sentir qualquer desconforto está na hora de parar.

No caso de pai e filho e mãe e filha tomar banho junto já é mais tranquilo por mais tempo afinal, você toma banho no banheiro da academia com outras mulheres e seu marido com outros homens correto? Mas isso pra mim não quer dizer que isso precise ser uma rotina. Afinal, é uma questão de modéstia e privacidade mais do que qualquer coisa.

Modéstia e Privacidade

Quais são as suas opiniões em relação a modéstia e a privacidade? Que conceitos você quer passar para seus filhos? Não importa qual seja sua opinião sobre esse assunto, não julgo como certa ou errada. Acho que dependendo e cada um, cada família e cada criação. Muitas pessoas podem dizer que dentro da família privacidade e modéstia sejam desnecessárias e para eles isso funciona. Já para mim, acho que existe essa necessidade sim e que cada um precisa do seu espaço.

Como disse, essa é a minha opinião e a minha escolha, o que não a faz obrigatoriamente correta. Parto do princípio que poucos gostam ou não ligam de ir ao banheiro com outra pessoa presente, por exemplo. Não tem por quê. O banho para mim é a mesma coisa. Você se sente confortável com alguém sempre observando você? Você não precisa de um pouco de privacidade de vez em quando? Então, seus filhos também.

Dependendo do quão liberal você quer ser nesses assuntos, será isso que você passará para seus filhos. Cada um tem o direito da sua opinião, claro. Mas, eu acho natural que conforme eles crescem que cada um tenha sua privacidade e que cada um de nós se sinta mais a vontade quando tomando banho sozinhos. Afinal, esse é um momento seu e da mesma forma deles. Não estou sugerindo que você deixe seu filho de três anos sozinho, mas conforme o tempo passa até ele começará exigir seu privacidade ao ir ao banheiro, por exemplo.

Depois mais velho quando ele puder tomar banho sozinho por que não esperar do lado de fora ? Claro, que não cheguei a essa parte ainda, já que o Thomas tem só três anos e ele não fica muito feliz na hora de parar de brincar para efetivamente tomar banho. Mas, no momento que eu perceber que ele está apto pretendo sim, ficar de longe e dar seu espaço. É uma forma que eu tenho de respeitar sua independência, privacidade e escolha, no meu ponto de vista.

Independência

As crianças conforme crescem vão adquirindo sua independência. Ir ao banheiro sozinhas, tomar banho e coisas assim são as primeiras formas de independência significativas que eles adquirem. São coisas que embora banais, passam um senso de conquista para eles e eu julgo qualquer senso de conquista na vida do Thomas como uma vitória. Afinal, são essas vitórias que irão fazer dele a cada dia que passa uma criança mais autoconfiante e com uma autoestima melhor. Tomar banho com as crianças por um período de tempo maior desestimula essa independência que na minha opinião é tão importante para eles. Mas, digo novamente, cabe a cada família julgar seu momento, o  que eles valorizam mais e o quanto seus filhos estão preparados. Afinal, tomar banho com as crianças pode desestimular sua independência, mas pode ajudar a formar laços familiares mais fortes…

Momento para pensar e relaxar

Eu não sei vocês mas, eu quando estou no banho relaxo. É a hora que tenho para mim, onde tenho ideias, onde cuido de mim e até tiro cinco minutos para ficar sozinha. Sem barulho e sem ouvir: “Mãeeeeeeeeeee.” Acho que todos nós temos direito a esse momento tranquilo. Vocês não?

Não existe idade

Quero deixar claro, que não existe um consenso da idade correta para quando você deve ou não parar de tomar banho com as crianças. É claro que se seu filho for adolescente é, no mínimo, estranho. Mas cada um é cada um. Cada família tem uma cultura e uma opinião, que deve ser respeitada.

Respeito

Como disse acima cada um é cada um. E o último fator, mas não menos importante (aliás é um dos mais importantes) para levar em consideração no momento de tomar a decisão é o conforto de seus filhos. A partir do momento que eles começarem a estranhar, ou a exigir privacidade, por respeito, meu concelho é respeitar essa escolha. Se eles já conseguirem lidar com o banho e o banheiro por eles mesmos, por que não respeitar sua decisão?

Em resumo, as perguntas que eu deixo para vocês são: Quando você não se sente mais confortável? Existe a necessidade de tomar banho com as crianças? Brincar é possível de fora do banho. Ainda pode ser um momento divertido de vocês mas precisa estar junto? Posso sim estar sendo conservadora no assunto. Mas, não tenho problema em ser em algumas áreas da minha vida. De qualquer forma, essa é minha opinião. O que não quer dizer que outras estejam erradas. Só estou dividindo aqui o que eu acho e os motivos para tal.

E vocês mamães? Concordam ? Discordam? Por que? Deixem seus comentários aqui embaixo.

Beijos e até a próxima

Compartilhe:
2017-06-05T09:42:56+00:00 junho 5th, 2017|Curiosidades|

1 Comentário

  1. Luciana Rocha 05/06/2017 at 21:20 - Reply

    Meu filho tem 4 anos e até há pouco tempo tomávamos banho juntos, mas com a chegada do frio fica inviável, mas nunca tive problemas com isso. Quanto à independência também não tivemos problemas porque ele sempre gostou de se lavar sozinho.

O que você acha? Deixe seu comentário!

Já segue o nosso canal?

X Inscreva-se na news E fique por dentro das novidades!