Não tem nada mais conflitante do que a cabeça de uma mãe. Por sermos mulheres, o temos o dom de se preocupar 24 horas por dia com tudo e qualquer coisa. Ser mãe é estar em conflito. Você tem que trabalhar, mas quer ficar com o seu filho; você quer tomar banho mas fica preocupada se ele está coberto e dormindo bem e assim por diante…

beautyful_mother_conforting_toddlerÉ um amor tão grande que engole você, reorganiza suas prioridade e te enche de medos e incertezas. O vazio se completa e tudo que não serve, deve ser descartado. Chega a hora de você se tornar um exemplo, fazer as 24 horas do dia se tornarem 48 e se tornar a heroína que eles merecem e inevitavelmente enxergarão em você.

Por causa, desse amor tão intenso, exigimos a perfeição de nós mesmas e o milagre de estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Qualquer falha é um erro imperdoável! Pelo menos, é nisso que acreditamos…

guilt

Durante o dia os conflitos, as inseguranças e as decisões correm pela nossa cabeça. Mas é noite que a culpa ataca: “O jantar não foi tão bem feito”,  “Acho que ele sentiu um pouco de frio no caminho para a escola”, “Ai esqueci de costurar a mochila dele (calça, camiseta)”, “Puts! A fantasia de festa junina é para amanhã!!!!!” e etc…

Se acontece alguma coisa então, Deus nos proteja… As outras mães te acusam, como se elas alguma vez realmente tivesse alcançado a perfeição: “Como você não viu ele cair?????” ou “Você não conhece seu filho? ‘Óbvio que ele ia correr e cair…. Afff”  ou até “Isso nunca aconteceria comigo. Eu nunca deixei meu filho sair de baixo do meu olho. Você devia prestar mais atenção no seu”. Isso sem contar com os comentários que você não escuta…

pointing_fingers

Mas, pior que elas, somos nós mesmas: “Burra burra burra! Por que eu tirei o olho dele 5 segundos para pegar água para dele???? A água já devia estar comigo e não na mochila. Eu não sou uma boa mãe… Tadinho ele caiu e bateu a boquinha…. Ai tadinho… Burra burra burra! ” Pensamentos que costumam vir acompanhados de choro e ondas avassaladoras de culpa.

Essa culpa pode se tornar massacrante, mas como tudo na vida, também tem suas vantagens. Um grupo de pesquisadores da Universidade de Case Western Reserve chegou a conclusão que a base da culpa é a habilidade de sentir a dor dos outros e o desejo de se manter conectado com a sociedade. Ou seja, está na hora de tirar vantagem desse sentimento tão poderoso que é a culpa.

mother_child

As vantagens da Culpa

A Culpa é a sua Consciência Falando.

A culpa é um alarme interno, que avisa quando você não está alcançando a sua expectativa do que quer ser ou do que você espera que você seja. É um bom motivo para olha o que pode ser melhorado em você. Porém cuidado, perceba se suas expectativas são realistas e executáveis. Não adianta querer fazer o impossível, como estar em dois lugares ao mesmo tempo ou prever o futuro.

A Culpa nós Ajuda a Prestar Atenção no que Estamos Fazendo Como Mães

A culpa é um sentimento. Porém, esse sentimento geralmente nos faz pensar. “Eu deveria… “Eu poderia…” ou “Ai como eu queria ter feito diferente”. Esses pensamentos, estimulados, podem ser úteis por si só, pois fazem você pensar, se poderia ou se deveria, ter feito alguma coisa de forma diferente. Eu quando estou me sentindo insegura, ou em dúvida sempre converso com minha tia, minha mãe, minha avó ou com o meu namorado e juntos chegamos a conclusão de qual é o melhor caminho. Ás vezes, quando a dúvida é grande escuto todo mundo e todo a decisão final. Ninguém é dono da verdade e ver o mesmo assunto por vários ângulos, ajuda você a tomar uma decisão mas bem informada. Atenção: Isso só da certo, se você realmente escutar e levar em conta o que os outros falam. 

mae_contenta_e_filho_jantando

A Culpa Pode ser Motivadora 

Se você deixou de fazer alguma coisa por preguiça, fez mal feita ou não fez tão bem, a culpa pode ajudar a melhorar. Ninguém gosta de se sentir culpada por muito tempo. E isso pode ser um motivador,  para acordar mais cedo, ou mudar alguma coisa que você, no fundo, sabe que está errada ou poderia ser melhor.

“A culpa te força a se superar sempre!” –  Bianca Arcangeli 

Como uma força propulsora, você pode se tornar melhor do que jamais imaginou: melhor cozinheira, mais organizada, mais estudiosa, mais cuidadosa, mais responsável, mais disciplinada, mas carinhosa, mais forte. Procure não encarar a culpa como algo mascaraste mas como um empurrão. Depois, você vai olhar para trás e se orgulhar, eu garanto!

A Culpa pode Ajudar a Curar um Relacionamento. 

Quando você erra, por mais que seja sem querer, e a outra pessoa vê que você está se sentindo culpada (claro que sem exageremos…) e isso faz com que ela sinta que seus sentimentos são valorizados. Algo que leva as pessoas a perdoarem.

Resumindo, mude o ângulo de ver as coisas. Faça a culpa trabalhar para você e não contra você. Sua vida ficará mais leve e você será uma pessoa cada vez melhor!

Uma quarta feira cheia de energia positiva e paz de espírito para todas nós!

Para dar risada!

Para dar risada!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *