Diferente do que se pensa, o tratamento para o sobrepeso ou obesidade infantil deve focar nas mudanças de hábitos de alimentação, atividade física e sono, e não no peso da criança. Ele nunca deve ser iniciado sem avaliação e acompanhamento médico.   Porém, tão importante quanto a orientação profissional é o papel dos pais. Eles devem ter a noção de que o tratamento pode levar muito tempo, exige muita determinação e motivação e está sujeito a altos e baixos. Muitas das medidas deverão ser mantidas pelo seu filho por toda a vida.   Por isso, as mudanças de hábitos e o bom exemplo deve ser dado por todos que convivem com a criança, a começar por você!

Listamos aqui algumas dicas básicas sobre alimentação, para ajudar você nessa luta com o seu filho:

1. Tenha sempre em casa alimentos saudáveis, como frutas e vegetais, e incentive o consumo deixando-os sempre acessíveis, cortadinhos, lavados, prontos para consumir. 2. Estabeleça rotinas de refeições como, por exemplo, 3 refeições e 2 lanches. 3. Siga a regra dos 3S para as refeições: Sentado, Sossegado e Sociável.

4. Reconheça e respeite os sinais de que a criança tem fome ou já está satisfeita, e incentive que ela também os faça.  5. Privilegie as refeições em família, criando um momento agradável de convívio. Nada de televisão durante as refeições! 6. Oferecer refeições variadas, com alimentos dos diversos grupos, segundo as porções definidas pelo médico ou nutricionista.

7. Não tenha em casa bolos, doces, chocolates, salgadinhos e outros alimentos ricos em açúcar e gordura e de baixo valor nutritivo. 8. Evite ao máximo o consumo de bebidas açucaradas, como refrigerantes, sucos de caixinha e leites aromatizados (tipo achocolatados).

9. Incentive o consumo de água. 

10. Evite que a criança coma entre as refeições determinadas. Tente mantê-la ocupada.

11. Não obrigue a criança a comer alimentos saudáveis que ela não goste. Mantê-los na alimentação da família e dar o exemplo é a melhor forma de incentivar a criança. 12. Evite alimentar a criança durante a noite. Muitas vezes é possível utilizar outros meios para confortar a criança e quebrar o hábito de comer nesse período.

13. Não negocie, faça trocas ou chantagem para a criança comer.  14. Tente variar a forma de preparo de um mesmo alimento, antes de desistir de oferecer ao seu filho. Por exemplo: ele pode não gostar de cenoura crua e ralada, mas vai gostar de comê-la em forma de purê ou cozida em rodelas.

15. Vitaminas e sopas são uma ótima forma de incluir vários alimentos de uma vez na dieta do seu filho, disfarçando o sabor.

Como ouvi uma vez: “Ninguém morre de fome com um prato de comida na frente.” Por isso, seja persistente, principalmente no início. Se abrir exceções logo de cara, seu filho nunca vai criar o hábito e não irá se permitir experimentar nada novo.

Educar é seu papel e não se sinta culpada em intervir! Acredite no seu filho e acredite no que o seu amor pode fazer por ele!

Boa sorte!

Beijos!

Paty

Paty Cayres

Paty Cayres

Paty tem 29 anos e é mãe do João Victor, de 1 ano. Mãe solteira, bem resolvida, de personalidade, tem uma boa relação com o pai e faz tudo para ver o filho feliz!

É publicitária, já trabalhou em agências, mas sua grande experiência é em Marketing de Inovação, gerenciando projetos e criando novos produtos. Trabalhou em grandes multinacionais, em indústrias diversas, como Alimentos e Eletrodomésticos. Desde o início da carreira se destaca pela criatividade e talento em traduzir as necessidades dos consumidores, tendo criado produtos icônicos e de grande importância para as empresas que trabalhou.

É apaixonada por pessoas, artes em geral, viagens, moda, gastronomia, fala pelos cotovelos e nunca, JAMAIS, perde uma boa piada!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *