Photo 07-07-14 15 44 13Pessoal, recebi uma entrevista muito legal da Lucila Cafaro, coordenadora pedagógica. Olha que legal a vida dela e como ela faz da vida dela tudo de bom conciliando tudo: “Trabalho como coordenadora de Educação Infantil. Atuo nessa área desde quando ainda estudava – fiz magistério e duas faculdades, além de mutias especializações, tando em coordenação, supervisão e administração escolar, quanto em educação infantil e educação inclusiva. São mais de 20 anos de trabalho numa área que me encanta mais e mais a cada dia. Considero-me muito sortuda e privilegiada por ter encontrado a minha aptidão e, ao mesmo tempo, uma maneira de ajudar as pessoas e acreditar que podemos sim melhorar o mundo. 37 anos, um filho de 9 de um casamento que acabou depois de 5 anos e, há outros 5, vida nova, marido novo e a felicidade reinando em nossa família. Acho importante contar que meu ex-marido é um super pai, extremamente presente e ainda um grande amigo, com quem posso contar sempre que preciso. E a pressão aumentava. Era familiares, amigos, sogra e até ex-sogra perguntando: – Lucila, quando vem o próximo baby? Apesar da vontade imensa de ter mais um filho, me faltava coragem. Primeiro, porque trabalho MUITO e segundo por pensar em todo o trabalho que um novo bebê envolve (juro que só de pensar em babá me dá arrepios!). Meu marido foi quem me convenceu – ele ama crianças, sempre teve o sonho de ser pai e, para completar, trata meu filho com todo o amor do mundo, sendo um tio extremamente querido e companheiro. Photo 07-07-14 15 44 24Então lá fomos nós ao médico e, depois de poucos meses, aconteceu. Um novo membro de nossa família se aproxima, e já vai chegar em grande estilo – data prevista para o nascimento: 31 de dezembro! Estou com poucas semanas de gestação e, segundo todos os aplicativos que baixei, meu bebê tem aproximadamente 8 centímetros. Digam-me, como pode um serzinho desse tamanho já ser tão amado e desejado? É muita alegria! Tenho que contar também que estou amando todas essas modernidades e opções, há 9 anos era tudo muito mais simples, fácil, lembro que havia um carrinho que era o “top” e pronto, foi esse que compramos para o Filippo. Aliás, o Filippo foi chamado de Mariana por algum tempo, já que no ultrassom morfológico e no seguinte, foi nos dado 90 por cento de chance dele ser uma menina. Soubemos que era ele, e não ela, graças a um pequeno sangramento que tive com quase 6 meses de gestação. Dessa vez, porém, com 10 semanas fizemos um exame ultra moderno que, além de detectar o sexo do bebê, ainda isentava a possibilidade de algumas trissomias, algo mais ou menos assim, mas o mais importante – descobrimos através dele que nosso pequeno Lorenzo vai chegar! E lá fui eu então buscar inspiração e ajuda das minhas cunhadas gêmeas, duas meninas que, além de lindas, são extremamente prendadas e donas de um bom gosto sem igual. Junto com a minha sogra, elas são as responsáveis pela futura decoração do quartinho do Lorenzo. E com a minha mãe vou à Miami, comprar as peças mais importantes do enxoval; sem muitos exageros, pois como já tenho um filho, sei que mal usamos a maioria das coisas que compramos por empolgação, mas já adianto que vai ser difícil não cair na tentação de comprar esterilizador portátil de chupeta, maquininha elétrica de tirar caca de nariz do bebê, cadeirinhas de balanço, “fazedor” de papinha…Photo 07-07-14 15 44 20 E é exatamente nesse momento mágico em que me encontro, tentando conciliar minha vida de mãe do Filippo, esposa do Felipe, coordenadora pedagógica, dona de casa e, nas horas vagas, pesquisadora de blogs e sites sobre o mundo moderno da maternidade.” – Lucila Cafaro   

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *